Haverá rastreio da Covid-19 nos transportes públicos

0
30

TRINTA termómetros foram entregues, ontem, aos operadores públicos e privados de transporte público urbano de Maputo para o rastreio dos utentes e tripulações, no quadro da implementação das medidas de prevenção da Covid -19.

O material foi entregue pela Vice-Ministra dos Transportes e Comunicações, Manuela Ribeiro, à Agência Metropolitana de Maputo, entidade que faz a gestão das rotas de transporte na cidade e província de Maputo.

Na ocasião, a vice-ministra referiu que a medida visa evitar que os transportes de passageiros sejam uma fonte de transmissão da doença, frisando que o equipamento vai permitir, em primeiro lugar, fazer o rastreio dos tripulantes e facilitar a identificação de casos considerados suspeitos do novo coronavírus, tal o caso de pessoas com temperatura acima dos 37.5 graus Celsius.

“Os passageiros com temperatura superior a 38 graus Celsius ou com febre alta serão encaminhados para as unidades sanitárias”, disse.

António Marcos, Presidente do Conselho de Administração da Agência Metropolitana de Maputo, explicou que a testagem dos passageiros será de forma aleatória e que para o efeito houve formação dos fiscais sobre o manuseio dos termómetros e o que fazer em caso de se detectar pessoas com temperatura acima de 37.5ºC.

Deixar uma resposta