Frelimo doou 4 milhões de meticais às vitimas dos ataques em Cabo Delgado

0
8

A FRELIMO doou 4 milhões de meticais às vitimas dos ataques terroristas em Cabo Delgado, que já fizeram mais de 160 mil deslocados, nos últimos 2 anos.

O valor foi entregue pelo secretário-geral do partido, Roque Silva, ao Instituto Nacional de Gestão de Calamidades.

Além das vítimas do terrorismo, a FRELIMO ofereceu material de prevenção do coronavírus a Cabo Delgado, a província com mais casos da pandemia ao nível do pais.

De acordo com o apelo do Ministro da Saúde, também doamos 40 mil máscaras, 500 litros de javel,  luvas e diverso material  para ajudar no combate ao CORONAVIRUS, disse o Silva.

“Hoje testemunhamos um acto que mais uma vez demonstra que este partido caminha connosco e com o povo moçambicano  neste processo de gestão de calamidades no país, e o valor que acabamos de receber vai ajudar a melhor assistência a população necessitada”, reagiu Luísa Meque, Directora Geral do INGC.

O acto da entrega do donativo foi testemunhado pelo Secretário do Estado na província e o governador de Cabo Delgado.

“O partido Frelimo sempre habituou nos com a sua presença nos momentos felizes e nos momentos difíceis”, disse Valige Tauabo, Governador de Cabo Delgado.

Por sua vez, o secretário de Estado na província, agradeceu o gesto da Frelimo e prometeu fazer chegar o donativo aos necessitados.

De acordo com estatísticas oficiais, desde 2017, cerca de 162 mil pessoas foram obrigadas a deslocar se das suas zonas de origem devido aos ataques terroristas, e na sua maioria encontram se na baia de Pemba, capital da província, uma das poucas zonas consideradas relativamente seguras.

Deixar uma resposta